INVESTIGAÇÃO

As nossas formações estão onde a arte encontra a ciência

O conjunto de estudos e provas que suportam os Banhos de Floresta e a Terapia da Floresta tem aumentado nos últimos 20 anos. Embora a maior parte da investigação tenha sido realizada até agora no Japão e na Coreia, novas investigações internacionais têm estado a surgir. Através de ciência aplicada, o FTI procura implementar a investigação na sua atividade. As formações são uma combinação entre a investigação mais recente e inovadora, sobre florestas e saúde humana, e uma prática internacional de conexão com a natureza, ciência e tradições da sabedoria antiga.

Por outro lado, o FTI espera corrigir a ausência de avaliações sobre o efeito da Terapia da Floresta em populações específicas, incentivando e apoiando projetos de investigação em diferentes países, baseados no Modelo 5x5 de Terapia da Floresta do FTI.

Benefícios por estar na natureza

O reconhecimento dos benefícios para a saúde de passar algum tempo na natureza não é novo. Antes do aparecimento da medicina moderna, as pessoas buscavam saúde e cura na natureza, passando algum tempo em spas naturais, para acalmar os nervos, ou sanatórios para a tuberculose. À medida que as sociedades se urbanizam e as pessoas passam mais tempo em ambientes fechados, aumenta a necessidade de um maior contacto com a natureza. Com o aumento do tecnostress, o FTI espera que as pessoas “troquem o tempo de ecrã pelo tempo verde”.

O contacto com a natureza tem muitos benefícios para a saúde e é um fator protetor na prevenção de dificuldades de saúde mental. O contacto com a natureza pode oferecer uma abordagem prática para a promoção da saúde, prevenção de doenças, tratamento e reabilitação.

As florestas são reconhecidamente ambientes restauradores. Oferecem oportunidades para melhorar a saúde, através de atividade física, relaxando e socializando na natureza. O termo “Medicina da Floresta”, aparecido no Japão, é um conceito focado nos benefícios que os ambientes florestais específicos têm na saúde, pela inalação de fitoncídios (compostos orgânicos voláteis encontrados em árvores e plantas).

A participação em Banhos de Floresta e Terapia da Floresta pode:

  • Melhorar o funcionamento do sistema imunológico.
  • Aumentar o relaxamento e reduzir o stress.
  • Restaurar do cansaço cognitivo.
  • Melhorar o humor e reduzir a depressão.
  • Aumentar os níveis de vitalidade e energia.
  • Reduzir a pressão sanguínea.
  • Aumentar as células exterminadoras naturais (NK).
  • Diminuir os níveis de ansiedade e ruminação.
  • Ajudar a dormir.
  • Melhorar a saúde cardiovascular.

O estudo da Forest Europe “Saúde Humana e Gestão Sustentável das Florestas” (Human Health and Sustainable Forest Management, 2019) destaca os cinco mecanismos principais dos benefícios das florestas para a saúde:

  • Exposição reduzida ao ruído e poluição do ar.
  • Restauro do stress e restauro psicológico e fisiológico.
  • Sistema imunitário fortalecido através do contacto com a natureza.
  • Aumento da atividade física e redução da incidência da obesidade.
  • Melhores contactos sociais.

- Lista de Estudos -

The health and wellbeing benefits of trees, woods and forests
"Benefícios das árvores, bosques e florestas para a saúde e o bem-estar"
O'Brien (2017). Forest Research

Forest design for mental health promotion – Using perceived sensory dimensions to elicit restorative responses
"Design florestal para promoção da saúde mental – Uso de dimensões sensoriais percebidas para obter respostas restaurativas"
Stigsdotter et al (2016). Landscape and Urban Planning

Green Perspectives for Public Health: A Narrative Review on the Physiological Effects of Experiencing Outdoor Nature
"Perspetivas verdes para a saúde pública: uma revisão narrativa sobre os efeitos fisiológicos da experiência da natureza ao ar livre"
Hales et al (2014). International Journal of Environmental Research and Public Health

"Nature's effect on my mind" – Patients’ qualitative experiences of a forest-based rehabilitation programme
"'O efeito da natureza na minha mente' – Experiências qualitativas dos pacientes de um programa de reabilitação baseado na floresta"
Sonntag-Öström et al (2015). Urban Forestry & Urban Greening

Can rehabilitation in boreal forests help recovery from exhaustion disorder? The randomised clinical trial ForRest
"Pode a reabilitação nas florestas boreais ajudar na recuperação da exaustão? O ensaio clínico aleatório ForRest"
Sonntag-Öström et al (2015). Scandinavian Journal of Forest Research

The influence of urban green environments on stress relief measures: a field experiment
"A influência dos ambientes verdes urbanos nas medidas de alívio do stress: uma experiência de campo"
Tyrväinen et al (2014). Journal of Environmental Psychology

Defining nature-based integration – perspectives and practices from the Nordic countries
"Definindo a integração baseada na natureza. Perspetivas e práticas dos países nórdicos"
Gentin et al (2018). Finnish Environment Institute

Shinrin-Yoku (Forest Bathing) and Nature Therapy: A State-of-the-Art Review
"Shinrin-Yoku (Banhos de Floresta) e Terapia da Natureza: uma revisão atual"
Hansen et al (2017). International Journal of Environmental Research and Public Health

Forests, Trees and Human Health and Wellbeing: European Union Cost Action E39 Research
"Florestas, árvores e saúde e bem-estar humanos: estudo sobre a Ação E39 da União Europeia"
Nilsson et al (2011)

Effects of forest therapy on depressive symptoms among adults: a systematic review
"Efeitos da Terapia da Floresta nos sintomas depressivos em adultos: uma revisão sistemática"
Lee et al (2017). International Journal of Environmental Research and Public Health

A systematic review of randomized control trials on curative and health enhancement effects of forest therapy
"Revisão sistemática de ensaios clínicos aleatórios sobre os efeitos curativos e de melhoria da saúde da Terapia da Floresta"
Kamioka et al (2012). Psychology Research and Behavior Management

Promoting human health through forests: overview and major challenges
"Promoção da saúde humana através das florestas: visão geral e grandes desafios"
Karjalainen et al (2010). Environmental Health and Preventive Medicine

Effects of forest bathing trips on human immune functioning
"Efeitos dos passeios de banhos de floresta sobre o funcionamento imunológico humano"
Li (2010). Environmental Health and Preventive Medicine

Psychological effects of forest environments on healthy adults: Shinrin-yoku as a possible method of stress reduction
"Efeitos psicológicos de ambientes florestais em adultos saudáveis: Shinrin-yoku como um possível método de redução do stress"
Morita et al (2007). Public Health

Item adicionado ao carrinho.
0 itens -